<!-- --><!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </head><body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\07510127562\46blogName\75Not%C3%ADcias+da+Edi%C3%A7%C3%A3o+Papel\46publishMode\75PUBLISH_MODE_BLOGSPOT\46navbarType\75BLUE\46layoutType\75CLASSIC\46searchRoot\75http://onoticiasdatrofa.blogspot.com/search\46blogLocale\75pt_PT\46v\0752\46homepageUrl\75http://onoticiasdatrofa.blogspot.com/\46vt\75-5741364687816986850', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

quinta-feira, setembro 01, 2005

Partidos gastam milhões em campanhas


Na Trofa o CDS e o PSD são os que mais vão gastar na campanha eleitoral para as autárquicas de Outubro. Os valores foram publicados no site do Tribunal Constitucional

Com a nova Lei de financiamento, que obriga partidos, coligações e grupos de cidadãos eleitores a entregar os seus orçamentos de campanha à Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, a subvenção estatal converteu-se numa das principais fontes de receitas partidárias para as campanhas.
O direito a esta verba é dada aos partidos, coligações e grupos de cidadãos eleitores que concorrem simultaneamente aos dois órgãos municipais (câmara e assembleia) e obtenham representações de pelo menos um elemento directamente eleito, ou, no mínimo, dois por cento do sufrágio. Nas eleições para as autárquicas locais, a subvenção é de valor total equivalente a 150 por cento do limite de despesas admitidas para o município, um tecto que varia consoante as dimensões do mesmo.
As campanhas dos partidos políticos que concorrem às autárquicas foram orçamentadas em mais de 100 milhões de euros.
A Trofa não foi excepção. O PSD é o partido que apresenta valores mais elevados e pretende gastar nada mais nada menos que 112,410 mil euros assim como o CDS que apresenta também um orçamento de 112,410 euros. Já o Partido Socialista da Trofa pretende gastar apenas 32,468 mil euros.
A nível nacional os valores não vão muito diferentes. Dos sete partidos o orçamento entregue ao Tribunal Constitucional pelo PSD é o mais elevado, ultrapassando os 45 milhões. O PS apresenta um orçamento de 27 milhões de euros e o CDS-PP chega aos 23 milhões. Quanto à CDU e ao BE apresentam orçamentos mais contidos, 10 milhões e 2,3 milhões, respectivamente.
Os partidos menores apresentam contas na ordem dos milhares de euros, PCTP-MRPP 17500, Partido Humanista 2410 e o Partido Nacional Renovador 1450.
Os grupos de cidadãos eleitores proponentes foram também obrigados, pela Nova Lei do Financiamento dos Partidos aprovada em 2003, a apresentar os seus orçamentos de campanha. Valentim Loureiro, do PSD, que concorre como independente à Câmara de Gondomar, apresentou um orçamento de 405 mil euros. Isaltino Morais prevê gastar menos de 229 mil euros, em Oeiras.
No final das contas, de acordo com os orçamentos entregues, o Estado deverá gastar no total cerca de 42 milhões de euros para ajudar a suportar as despesas de campanha do PS, PSD, CDU, PCP e BE, e ainda as verbas que se destinam aos grupos de cidadãos.

Junta Santiago inaugurada em Setembro



O novo edifício sede da Junta de freguesia de Santiago de Bougado vai ser inaugurado no próximo dia 23 de Setembro. Um anfiteatro, salas de reunião e sala de Atendimento personalizado são apenas algumas das valência que compõem o novo e moderno edifício

As obras de construção do edifício sede da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado deverão estar concluídas até 23 de Setembro, data escolhida pelo executivo para a cerimónia de inauguração. Quem o diz é António Azevedo, presidente da Junta explicando que “com o início do ano escolar vamos ser obrigados a deixar as instalações da escola da Lagoa, onde estão a funcionar os serviços freguesia de Santiago de Bougado”, frisou.
Esta obra, orçada em cerca de 600 mil euros, foi eleita pelo executivo como uma das prioridades da freguesia já que, como afirma António Azevedo “nem o Centro de atendimento da Segurança Social instalado no edifício da Junta, nem mesmo a própria Junta de Freguesia tinham condições físicas para trabalhar. O edifício é muito antigo e há já muito tempo que estava a precisar de obras”.
Assim, depois de comprar o edifício e o terreno adjacente, António Azevedo decidiu “arrancar com o projecto de arquitectura, encomendado a uma arquitecta para mais rapidamente as obras poderem começar, e colocar mãos à obra”, salientou.
Dependente de um subsídio da autarquia, que não chegou para as despesas, o presidente decidiu avançar com as obras recorrendo também a algum dinheiro que tinha sido guardado pela junta de freguesia e candidatou-se a alguns fundos comunitários. Assim foi possível em apenas 11 meses construir um edifício de raiz que já a partir de 23 de Setembro vai albergar os serviços da Junta de freguesia.
“Este edifício é pequeno para quem vê de fora, mas que ao entrar os bougadenses vão constatar que é moderno e quanto a mim dos melhores a nível das juntas de freguesia do concelho da Trofa” adiantou o autarca.
Construído tendo em atenção as acessibilidades para cidadãos portadores de deficiência, o novo edifício está dotado de “uma sala de espera com atendimento personalizado, onde tem a secretaria e a tesouraria. Depois temos uma sala de atendimento, casas de banho públicas e um pequeno bar de apoio. Temos também gabinetes para todos os membros da junta e temos uma sala de apoio, que dá para pequenas reuniões da Assembleia, sala de formação e que tem capacidade para 40 pessoas sentadas, onde já tem projectores de vídeo e computadores. Temos também, um anfiteatro para cem pessoas, que servirá toda a população da freguesia e da cidade Trofa e também as associações culturais e recreativas do concelho” salientou António Azevedo.
A rede telefónica, a rede informática, sistema de vídeo-vigilancia e alarme são apenas alguns dos equipamentos financiados por projectos a que ao executivo se candidatou “pois só assim podemos ter um edifício moderno, bem equipado e funcional”, frisou.
O edifício está ainda dotado de parque de estacionamento com capacidade para cerca de 40 automóveis, que servirá não só os utentes da Junta mas, também do Centro de Atendimento da Segurança Social.
António Azevedo diz não temer ser acusado de estar a tentar fazer campanha politica com a inauguração da nova Junta tão próxima das eleições autárquicas. O autarca refere que “a campanha são as obras, quem me conhece sabe muito bem que aqui nós não fazemos campanha. A campanha são as obras feitas e a pressa de vir para cá é realmente porque se queremos dar dignidade ao serviço da segurança social e da Junta de freguesia”, concluiu.

Obras da Vigenta continuam paradas


Previstas para começarem em Maio deste ano, e depois de sucessivos adiamentos, aparentemente sem explicação, as obras de beneficiação da ponte da Vigenta, sobre o Rio Trofa, na estrada nacional 104, que liga a Trofa a Vila do Conde.
Diariamente os automobilistas esperam largos minutos para conseguirem fazer a travessia daquela ponte mas é sobretudo no verão que a situação se complica.
Sendo a nacional 104 a principal via de acesso dos banhistas às praias de Vila do Conde e Póvoa de Varzim as filas de automóveis chegam a atingir vários quilómetros quer para entrar quer para sair da Trofa.
Há cerca de dois anos foram colocados semáforos reguladores de trânsito que se faz naquele local alternadamente, foram colocadas várias placas indicativas de trânsito condicionado nesta via e são apresentadas algumas vias alternativas de circulação, como é o caso da estrada nacional 318.
Depois de muitas reclamações, muitas pressões e de varias dezenas de acidentes tudo continua na mesma…e nem mesmo as garantias dadas quer pelo executivo municipal, quer pelo executivo da Junta de freguesia de que as obras avançariam em Maio, se concretizaram.
O NT sabe que a Empresa Publica Estradas de Portugal reuniu recentemente com alguns proprietários dos terrenos envolventes á ponte mas dessa reunião parece não ter saído “luz ao fundo da ponte”.

Extensão de Saúde abriu em Alvarelhos



Jorge Morgado, Director do Centro de Saúde da Trofa reconheceu a importância da entrada em funcionamento desta extensão “vai permitir o descongestionamento do Centro de Saúde instalado em S. Martinho de Bougado e que contava, até agora com 30 mil utentes”, frisou o responsável

As freguesias de Alvarelhos, Guidões e Muro no concelho da Trofa têm a funcionar, desde a passada segunda-feira um Extensão de Saúde.
Sem inauguração oficial marcada este equipamento abriu as portas a cerca de três mil utentes das três freguesias e resultou de uma parceria entre a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS norte) e a Câmara Municipal da Trofa.
A entrada em funcionamento desta Extensão de saúde é o culminar de um processo que se arrastava há algum tempo e, que levou o presidente da Câmara Municipal da Trofa, Bernardino Vasconcelos a desenvolver inúmeros contactos com o Ministério da Saúde para ver concretizada esta obra que vai melhorar, consideravelmente o nível de atendimento no concelho, contribuindo assim, indiscutivelmente para a melhoria da qualidade de vida de todos os cidadãos.
Esta obra contou também com a colaboração do Grupo Recreativo e Cultural de Alvarelhos que doou os terrenos para a construção deste equipamento custeado pela Administração Central. As obras decorreram em tempo recorde (8 meses) e possibilitaram a construção de um edifício funcional e moderno, adequado às necessidades dos novos utentes.
Jorge Morgado, Director do Centro de Saúde da Trofa reconheceu a importância da entrada em funcionamento desta extensão “vai permitir o descongestionamento do Centro de Saúde instalado em S. Martinho de Bougado e que contava, até agora com 30 mil utentes”, frisou o responsável.
Com capacidade para dar assistência a cerca de 6 mil utentes, esta extensão vai, numa primeira fase prestar cuidados médicos a apenas 3 mil pessoas já que “tem apenas dois médicos que foram destacados do centro de saúde para aquele equipamento. Depois esperamos que a ARS nos envie um outro médico para que possamos prestar assistência a mais 1500 pessoas”, afirmou o Director.
A Extensão de Saúde estará em funcionamento, numa primeira fase das 8 horas da manha às 19 horas, contando para isso com dois enfermeiros, dois médicos dois administrativos e um auxiliar.
Quem também acompanhou a visita Às instalações do nova unidade de saúde foi Joaquim Oliveira, presidente da Junta de freguesia de Alvarelhos que se mostrou muito satisfeito com “a rapidez com que esta obra foi executada (apenas 8meses) e a celeridade com que a ARS deu resposta aos vários problemas e entraves que foram surgindo ao longo de todo o processo”.
Para Bernardino Vasconcelos esta “era uma obra muito urgente e para a qual a ARS mostrou sensibilidade e toda a abertura para colmatar uma necessidade premente das populações destas três freguesias”, frisou.
Quanto às acusações feitas pela CDU quanto ao facto de “o centro de saúde estar já concluído mas estar à espera das eleições para ser inaugurado”, o autarca responde com “problemas com a qualidade da água impediram que abrisse portas mais cedo, não havendo por isso motivos de campanha por detrás desta abertura” salientou o autarca.

Vera Araújo

Ecopontos com “Nova Cara”




A Empresa Municipal Trofáguas – Serviços Ambientais procedeu à limpeza dos 123 ecopontos existentes no Concelho da Trofa

A limpeza e a correcta manutenção dos equipamentos recolectores de resíduos são consideradas como um dos mais importantes aspectos, sensibilizadores da população para a correcta deposição dos Resíduos Sólidos Urbanos. Este tipo de intervenções contribui, sem dúvida, para a melhoria e preservação da saúde pública.
Foi neste contexto que a Trofáguas – Serviços Ambientais, EM efectuou a limpeza dos 114 ecopontos de superfície, no Concelho, entre os dias 18 e 31 de Agosto. De referir que as 9 estruturas subterrâneas existentes tinham sido alvo do mesmo tipo de intervenção, entre o dia 29 de Junho e o dia 1 de Julho.
Para Paulo Renato Reis, Presidente da Trofáguas, “não basta adquirir ecopontos e colocá-los à disposição da população. Temos que sensibilizar todos os munícipes para a correcta deposição dos resíduos, zelando pelo património adquirido, mantendo-o ambientalmente e esteticamente aprazível”.
Antes da intervenção da Trofáguas
Esta é mais uma das iniciativas realizadas no âmbito da campanha “Reciclar faz Sentido”.
Após a intervenção da Trofáguas“Estamos cientes que a existência de um elevado número de ecopontos no Concelho promove o aumento percentual de resíduos reciclados e, porque queremos que a Trofa tenha um desenvolvimento ambientalmente sustentável, a limpeza do nosso Concelho é, também, uma preocupação presente na nossa actividade diária“ conclui Paulo Renato Reis.